Iraque e EUA assinam projeto de acordo de segurança sobre presença de tropas

Bagdá, 17 nov (EFE).- O ministro de Exteriores iraquiano, Hoshiyar Zebari, e o embaixador dos Estados Unidos no Iraque, Ryan Crocker, assinaram hoje o projeto do acordo de segurança sobre o futuro da presença das tropas americanas no país, que deve começar a ser debatido no Parlamento do país asiático.

EFE |

Os dois dirigentes assinaram de forma "preliminar" o acordo, negociado desde março por Washington e Bagdá, após ter sido aprovado neste domingo pelo Conselho de Ministros, segundo a rede de TV estatal iraquiana "Al Iraqiya".

Zebari classificou o dia de hoje de "histórico para as relações entre Iraque e EUA" em entrevista coletiva realizada em Bagdá após a assinatura.

Crocker, por sua vez, expressou sua esperança de que "o processo seja concluído pela parte iraquiana e que seja aplicado o acordo", obtido após "negociações complicadas" entre representantes dos dois países.

Após receber neste domingo o sinal verde do Conselho de Ministros, o projeto do acordo, que regulará a presença militar americana a partir de janeiro de 2009, terá que ser aprovado pelo Parlamento e ratificado pelo Conselho Presidencial antes de entrar em vigor.

Durante seu discurso, o embaixador dos EUA deu a entender que a retirada das tropas americanas do Iraque é uma prova das conquistas obtidas nos últimos dois anos na área de segurança.

Segundo Crocker, o acordo não trata apenas do assunto da segurança, mas, além disso, inclui questões econômicas, culturais, científicas, tecnológicas e médicas.

No domingo, 27 dos 28 ministros que compareceram a uma reunião extraordinária do Conselho de Ministros aprovaram o projeto.

O porta-voz do Governo iraquiano, Ali al Dabbagh, afirmou neste domingo que "todos os grupos políticos representados no Conselho de Ministros aceitaram o acordo". EFE am/ev/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG