Iraque diz que tropas dos EUA sairão até 2011

Um acordo que aguarda aprovação pelo Executivo e o Legislativo do Iraque prevê que as tropas americanas deixem o país até 2011. A principal autoridade iraquiana que negocia com os Estados Unidos o futuro dos soldados no país, Mohammed al-Haj, ressaltou que, pelo acordo, uma parte dos homens ficaria no Iraque para treinar forças de segurança iraquianas.

BBC Brasil |

A minuta do acordo de 27 pontos culmina dez meses de negociações difíceis - e ainda precisa ser aprovado pelo Conselho Presidencial e pelo Parlamento.

Entretanto, a Casa Branca negou que as negociações tenham sido concluídas e disse que detalhes do acordo ainda estão e discussão.

Os EUA mantêm atualmente 147 mil soldados no Iraque.

Imunidade
O texto prevê que em junho de 2009 nenhum soldado permaneça em áreas urbanas. Além disso, os militares americanos gozariam de certo grau de imunidade sob a lei iraquiana.

Estariam imunes, por exemplo, a processos judiciais em bases militares ou durante operações, disse o porta-voz iraquiano. Todos os outros casos seriam tratados por um comitê judicial conjunto.

O correspondente da BBC em Bagdá Crispin Thorold disse que a data final para a retirada das tropas dependerá bastante do estado da segurança no país.

Em uma visita a Bagdá na quinta-feira, a secretária americana de Estado, Condoleezza Rice, afirmou que a fórmula final deve respeitar as leis e a soberania iraquianas.

Ela reiterou o objetivo de transferir totalmente para as forças iraquianas a responsabilidade total na área de segurança.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG