Bagdá, 5 mai (EFE).- O Ministério de Exteriores do Iraque convocou o embaixador iraniano em Bagdá, Hasab Kazemi Qomi, em protesto contra os recentes bombardeios do Irã sobre a região autônoma do Curdistão iraquiano.

Segundo um comunicado do Governo iraquiano, o chefe do Departamento de Assuntos de Estado de países vizinhos, Taha Shokr Mahmoud Absi, ressaltou a gravidade do "uso de helicópteros, aviões e caças contra território iraquiano".

O ataque, segundo o Governo iraquiano, "produziu grandes danos na propriedade e feriu várias pessoas".

Assim, Bagdá pediu a Teerã o fim "imediato" das operações deste tipo, já que poderia ter "repercussões negativas sobre as relações que unem os dois países", segundo a nota.

No entanto, a diplomacia iraquiana "entende" a necessidade de o Irã impor a segurança nas áreas onde podem se infiltrar guerrilheiros curdos, mas rejeitou a maneira unilateral do Irã e ressaltou a necessidade de abrir o diálogo entre os dois países para discutir estas questões. EFE ah/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.