O Iraque chamou nesta terça-feira para consultas seu embaixador na Síria e pediu a extradição de dois iraquianos suspeitos de serem os autores intelectuais do duplo atentado de quarta-feira passada em Bagdá que deixou 95 mortos, informou um porta-voz do governo iraquiano.

"O Conselho de Ministros pediu à Síria a extradição de Mohammad Yunes al Ahmad e de Satam Farhan por seu papel direto nas operações terroristas e decidiu chamar para consultas seu embaixador em Damasco", afirmou o porta-voz Ali al Dabagh.

ak/sk/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.