Iraque assina tratado da ONU que proíbe armas químicas

O Iraque, que utilizou armas químicas durante o regime de Saddam Hussein, transformou-se no 186º Estado a ratificar um tratado internacional que proíbe esse tipo de arma, anunciou a ONU.

AFP |

A Convenção de Armas Químicas de 1997, à qual o Iraque aderiu na terça-feira, "é o primeiro tratado multilateral que proíbe - com verificação internacional - uma categoria inteira de armas de destruição em massa", destaca as Nações Unidas em um comunicado.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, felicitou o Iraque "por sua decisão demonstrando seu compromisso com o desarmamento e a não-proliferação", segundo um comunicado da assessoria de imprensa.

Saddam Hussein usou armas químicas durante a guerra com o Irã 1980-1988), e em março de 1988 atacou os curdos iraquianos no povoado de Halabja também com essas armas, causando a morte de 5.000 pessoas.

bur-ch/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG