Iraque aprova projeto de lei sobre retirada de tropas estrangeiras

Bagdá, 16 dez (EFE) - O Governo iraquiano aprovou hoje um projeto de lei no qual estabelece um período de sete meses para a retirada definitiva das tropas multinacionais presentes no Iraque, com exceção das forças americanas.

EFE |

O presidente do Comitê de Relações Exteriores do Parlamento iraquiano, Houmam Hamoudi, disse em declarações à imprensa que o Conselho de Ministros aprovou hoje um projeto de lei que regula a permanência e saída das tropas estrangeiras do Iraque.

O texto fixa um prazo de cinco meses para a retirada dos corpos de combate e dois meses adicionais para a saída definitiva de todo o pessoal militar, mas não se sabe quando a medida começará a ser aplicada.

Hamoudi disse que está previsto que a minuta seja discutida e aprovada no Parlamento, mas não especificou quando o debate ocorrerá.

Além disso, explicou que, se for aprovada, a lei seria aplicada às forças presentes no Iraque, incluindo as britânicas, e excluiria as americanas.

Por sua parte, o embaixador britânico em Bagdá, Christopher Prentice, pediu a Hamoudi que o projeto de lei seja submetido à votação até o final do ano, isto é, antes que termine o mandato da ONU, em 31 de dezembro.

Atualmente, a coalizão multinacional no Iraque, liderada pelos Estados Unidos, é regida pelo mandato do Conselho de Segurança da ONU, concedido em 2004 e renovado em várias ocasiões.

As tropas americanas seriam excluídas da nova lei porque já possuem um marco legal que regula sua permanência e retirada do Iraque nos próximos anos.

EUA e Iraque assinaram em novembro um pacto de segurança no qual se estabelece que as tropas americanas deverão deixar o país árabe até 2012. EFE ah/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG