Iraque: 400 pessoas são detidas em bairros xiitas de Bagdá

As forças americanas e iraquianas prenderam na sexta-feira cerca de 400 pesoas em bairros xiitas de Bagdá, anunciou neste sábado o exército dos Estados Unidos.

AFP |

A operação aconteceu entre as 10H00 locais (07H00 GMT) e as 14H00 (11H00 GMT) em Al Amal e no bairro vizinho de Al Bayaa, onde o chefe radical xiita Moqtada Sadr tem numerosos seguidores, informou à AFP o comando americano em um comunicado.

"Cerca de 400 pessoas foram detidas em locais do movimento Sadr em Al Bayaa", afirma o texto, explicando que "foram detidos por razões táticas e serão interrogados pela polícia iraquiana".

Quatro bombas e explosivos foram encontrados no local, segundo a mesma fonte.

Falando à televisão pública Al Iraqiya, o porta-voz do exército iraquiano em Bagdá declarou que nos bairros Al Amal e Al Bayaa haviam sido feitos "registros" e havia-se procedido pela "detenção de pessoas procuradas pela justiça", além de ter encontrado "vários esconderijos de armas e explosivos".

"Militares iraquianos e americanos prenderam mais de 400 pesoas (...), entre elas vários idosos e crianças", acusou por sua vez um porta-voz do movimento de Moqtada Sadr en Al Amal, Hamadalah Al Rikabi.

Os soldados não tinham nenhuma ordem judicial e não deram nenhuma explicação durante a operação, durante a qual "as pessoas detidas (...) foram humilhadas e seus direitos pisoteados".

ak-sf/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG