Iranianos protestam contra EUA em frente à embaixada do país em Teerã

Teerã, 20 jan (EFE).- Centenas de pessoas protestaram hoje em frente à antiga embaixada dos Estados Unidos em Teerã, onde foram queimadas bandeiras americanas e israelenses e algumas fotos do novo presidente americano, Barack Obama.

EFE |

Convocados pela organização de voluntários islâmicos Basij, os ativistas gritaram slogans como "morte aos Estados Unidos e morte a Israel", e comemoraram o que chamaram de "a vitória" do Hamas em Gaza.

O Irã lembra hoje o 28º aniversário do fim do ataque à embaixada dos Estados Unidos em Teerã, crise que terminou com a ruptura das tensas relações mantidas pelos dois países.

O estopim do conflito, que começou em 4 de novembro de 1979 e durou 444 dias, foi o ataque de um grupo de estudantes armados seguidores do aiatolá Ruhollah Khomeini aos edifícios da delegação diplomática no centro de Teerã.

A crise terminou em 20 de janeiro de 1981, poucas horas antes de Ronald Reagan assumir o cargo, graças a um acordo de última hora alcançado um dia antes na Argélia.

Na quinta-feira passada, o atual presidente, Mahmoud Ahmadinejad, deixou entrever que o Irã estaria disposto a iniciar uma nova relação com os Estados Unidos sempre e quando a mudança de atitude fosse sincera e profunda. EFE jm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG