Irã vai manter programa nuclear (Ahmadinejad)

O Irã vai manter seu programa de fabricação de combustível nuclear, apesar da preocupação das grandes potências sobre seu controverso programa, afirmou nesta terça-feira o presidente Mahmud Ahmadinejad.

AFP |

Ele também anunciou que o Irã manterá seu programa balístico após o lançamento, em fevereiro, do satélite Omid (Esperança) por um foguete Safir-2. "Eles pensam que este era nosso último míssil, mas trabalhamos em outros que podem atingir 700 km e mais, e transportar satélites mais pesados".

O míssil Safir-2 possui um raio de ação de 250 km.

"Seguindo o programa, continuaremos com a produção do combustível" nuclear, declarou Ahmadinejad em um discurso para iranianos expatriados em visita ao país.

O enriquecimento está no centro das preocupações das grandes potências que suspeitam que o Irã queira produzir uma arma atômica sob o pretexto de um programa nuclear civil. Teerã sempre insistiu em seu caráter puramente pacífico.

Ahmadinejad saudou também a oferta de diálogo direto formulada pelo Grupo dos Seis (Rússia, Alemanha, China, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha), encarregado de analisar a questão nuclear iraniana.

"Aqueles que nos impuseram condições aceitam agora a grandeza da nação iraniana", disse.

fpn-jds/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG