Irã vai importar petróleo da Venezuela

A Venezuela concordou em exportar petróleo para o Irã, o que está sendo visto como um sinal da crescente proximidade entre dois dos maiores críticos abertos dos Estados Unidos. Segundo a imprensa iraniana, ao final de uma visita de dois dias ao Irã, o presidente venezuelano Hugo Chávez afirmou que seu país deve fornecer 20 mil barris de petróleo por dia ao novo parceiro, em um acordo da ordem de US$ 800 milhões.

BBC Brasil |

"Essa quantia será depositada em um fundo estabelecido no Irã e será usada para financiar a compra de maquinários e tecnologia do Irã", teria dito Chávez à imprensa local.

O Irã é um dos maiores exportadores de petróleo do mundo, mas não dispõe internamente de suficientes recursos de refinamento.

EUA
Durante sua visita, Chávez se encontrou com o líder supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, que manifestou apoio ao discurso anti-Estados Unidos do venezuelano.

"As repetidas derrotas dos Estados Unidos e sua grandeza e sua força decadentes são prova de uma mudança inegável no mundo", afirmou o aiatolá.

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, também voltou a dizer que as políticas dos Estados Unidos para a América do Sul estão "condenadas a serem derrotadas".

"Acredito que a América do Sul está atravessando uma revolução política e filosófica", afirmou Ahamadinejad.

"Os países sul-americanos acordaram e não podem mais aguentar qualquer tipo de abuso. E qualquer um que acreditar que as crenças deles poderão ser derrotadas por meios militares está redondamente enganado."
O Irã tem sido cada vez mais pressionado pela comunidade internacional por causa de seu programa nuclear.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, deu um prazo até o fim de setembro para que o país volte a negociar o assunto, sob pena de sofrer sanções.

Os países ocidentais suspeitam que o Irã está tentando construir armas nucleares, o que é negado pelo país.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG