Irã, Turquia e Brasil discutem polêmica nuclear de Teerã

Ministros conversarão sobre acordo firmado em maio para a realização de uma troca nuclear de urânio com a República Islâmica

EFE |

Os ministros de Assuntos Exteriores da Turquia, Ahmet Davutoglu, do Irã, Manouchehr Mottaki, e do Brasil, Celso Amorim, se reúnem neste domingo em Istambul para voltar a discutir a polêmica internacional sobre o programa nuclear de Teerã.

Os três ministros conversarão neste domingo sobre o acordo firmado em maio passado entre seus países para a realização de uma troca nuclear do urânio da República Islâmica, que buscava uma solução diplomática aos atritos de Teerã com a comunidade internacional, informa a imprensa turca.

Segundo o acordo, o Irã enviaria 1,2 tonelada de urânio pouco enriquecido ao exterior e receberia de volta, um ano depois, 120 quilos do material enriquecido a 20% de pureza, nível suficiente para o uso com fins pacíficos. Dessa forma, o acordo visava reduzir as desconfianças sobre supostos fins militares do programa nuclear.

Reuters
O ministro brasileiro, Celso Amorim, o turco, Ahmet Davutoglu, e o iraniano, Manouchehr Mottaki

Os chanceleres abordarão formas específicas de como conseguir que a comunidade internacional aceite o acordo de maio e que sejam retomadas as negociações técnicas com o Irã sobre seu programa nuclear.

Este é o primeiro encontro entre os três ministros de Exteriores desde a imposição de novas sanções ao Irã no dia 9 de junho. No entanto, na sexta-feira passada, os três já tiveram uma conversa telefônica sobre alguns aspectos da reunião, segundo a agência iraniana "Irna".

Já envolvido nas negociações de novas sanções, o Conselho de Segurança aprovou a resolução com 12 votos a favor, uma abstenção, do Líbano, e dois votos contrários, justamente do Brasil e da Turquia.

    Leia tudo sobre: Irãprograma nuclearestados unidos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG