Irã se mantém como maior patrocinador do terrorismo (EUA)

O Irã continua sendo o mais ativo Estado patrocinador do terrorismo e tenta estabelecer uma influência regional para afastar os Estados Unidos do Oriente Médio, segundo um relatório do Departamento de Estado americano divulgado nesta quarta-feira.

AFP |

"O Irã continua sendo o mais ativo Estado patrocinador do terrorimo", de acordo com o informe anual do Departamento de Estado para 2007, que também definiu o país como o "mais significativo" país patrocinador.

O documento, que também cita Síria, Coréia do Norte, Cuba e Sudão em uma lista de Estados promotores do terrorismo, considera que a rede al-Qaeda "se manteve como a maior ameaça terrorista" para o Ocidente, em parte porque dispõe de "refúgio seguro" nas regiões tribais do Paquistão.

O Departamento de Estado acusa o Irã de fornecer ajuda a grupos "terroristas" palestinos como o Hamas e o movimento xiita libanês Hezbollah, "a militantes que atuam no Iraque" e aos combatentes talibãs no Afeganistão.

O Irã ajudou esses grupos a avançarem na obtenção de suas "metas regionais comuns", segundo a edição 2007 do "Informe sobre Terrorismo em diversos Países".

O texto indica que "elementos" dos Guardiões da Revolução iranianos estiveram diretamente envolvidos no planejamento de atos terroristas na região.

"Um elemento muito importante da estratégia nacional de segurança iraniana é sua capacidade de empreender operações terroristas no exterior", considera.

O objetivo é se proteger ao "impedir ataques norte-americanos ou israelenses, distraindo e enfraquecendo os Estados Unidos, fortalecendo a influência regional do Irã por meio da intimidação, e ajudando a retirar os Estados Unidos do Oriente Médio".

O relatório conclui que o Irã é uma ameaça tanto para a estabilidade regional como para os interesses dos Estados Unidos na região, porque apóia grupos que rechaçam a paz entre palestinos e israelenses e "sabota o processo democrático no Líbano".

lc/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG