O Irã rejeitará qualquer negociação com as grandes potências sobre seu programa nuclear baseado na suspensão do enriquecimento de urânio, afirmou neste sábado o porta-voz do governo, Gholamhosein Elham.

"Discutir o tema da suspensão de nossas atividades (nucleares) e do enriquecimento de urânio é ilógico e inaceitável. A manutenção das negociações não se baseará em tal suspensão", indicou em declarações à imprensa.

Já o representante iraniano na Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Ali Asghar Soltanieh, declarou à TV iraniana que "a República Islâmica do Irã manterá sem interrupção o enriquecimento de urânio, já que está as 24 horas do dia sob vigilância das câmeras" desse organismo.

"O pedido de interrupção do enriquecimento é um velho assunto e não tem base técnica nem jurídica", ressaltou.

O líder da diplomacia da União Européia, Javier Solana, entregou no dia 14 de junho ao Irã uma nova oferta de cooperação em troca da suspensão do programa de enriquecimento em nome do grupo 5+1 (China, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha e Rússia, - membros do Conselho de Segurança - mais a Alemanha.

Na quinta-feira o presidente do Irã, Mahmud Ahmadinejad, afirmou que "o novo jogo" do Ocidente com o Irã no tema nuclear "não terá outro fim para eles que não seja sua humilhação".

hif-sgh/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.