Irã reconsidera relações com França, Alemanha e Reino Unido

Teerã, 22 jun (EFE).- O porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores do Irã, Hassan Qashqavi, voltou a criticar hoje com dureza alguns países europeus e anunciou que a Comissão de Segurança do Parlamento está reconsiderando as relações com a França, Alemanha e Reino Unido.

EFE |

"O regime iraniano responderá com as medidas e no momento adequado à interferência de outros países nos assuntos internos do país", advertiu o porta-voz em sua entrevista coletiva semanal.

"Atualmente, a Comissão de Segurança do Parlamento e o Ministério de Assuntos Exteriores examinam, em reunião extraordinária, as diferentes dimensões da intervenção estrangeira antes, durante e depois do pleito", ressaltou.

"Em particular, se estuda a revisão das relações com alguns países ocidentais como França, Reino Unido e Alemanha por sua ingerência nos assuntos internos do Irã", acrescentou Qashqavi.

O porta-voz personalizou seu ataque na França, país ao qual acusou de adotar uma postura irresponsável.

"A França inclusive pediu que as eleições fossem repetidas. Que direito tem para fazer essas irresponsáveis e inapropriadas declarações?", se perguntou.

Qashqavi criticou que se considere o candidato reformista Mir Hussein Moussavi "líder da oposição", quando na sua opinião existe uma unidade no seio do país.

"Com o objetivo de demonstrar que existem dissensões internas, os poderes ocidentais interferiram no processo eleitoral magnificando os protestos contra os resultados no Irã", afirmou. EFE jm-msh/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG