Irã propõe criação de consórcio regional para construção de usinas nucleares

Teerã, 30 nov (EFE).- O Irã propôs hoje que os países do Golfo Pérsico criem um consórcio para a construção e o desenvolvimento de usinas nucleares de água leve, material que não tem aplicações militares, ao contrário do urânio enriquecido.

EFE |

Segundo a agência oficial iraniana "Irna", o diretor da Organização de Energia Atômica do Irã (AEOI, em inglês), Reza Aqazadeh, fez essa proposta em discurso na abertura do primeiro seminário internacional "Usinas de Energia Nuclear - Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente", realizado em Teerã.

Aqazadeh afirmou que o "Irã está disposto a apresentar em pouquíssimo tempo um plano global para esta proposta, caso seja aprovada pelos países do Golfo Pérsico", que sempre viram com receio as aspirações nucleares iranianas.

Do encontro, que durará dois dias, participam o presidente da Assembléia Consultiva Islâmica (Parlamento iraniano), Ali Larijani, e Christer Viktorson, representante da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).

Os Estados Unidos e a União Européia (UE) temem que o programa nuclear iraniano seja utilizado com fins militares, algo que Teerã sempre negou, alegando que deseja produzir energia elétrica e aperfeiçoar aplicações medicinais. EFE hh/wr/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG