Irã promete esmagar manifestação estudantil em memória de 1999

O regime iraniano prometeu nesta quinta-feira esmagar qualquer manifestação organizada para lembrar o aniversário dos protestos estudantis de 9 de julho de 1999, que afetaram a capital Teerã por vários dias.

AFP |

"Não concedemos nenhuma autorização para uma manifestação. Se alguns querem realizar ações contra a segurança influenciados pelos canais de televisão contrarrevolucionários, serão esmagados pelo povo", advertiu o governador de Teerã, Morteza Tamadon, citado pela agência oficial Irna.

Segundo testemunhas, panfletos foram distribuídos para convocar uma manifestação na tarde desta quinta-feira diante da Universidade de Teerã em memória dos protestos estudantis de julho de 1999, violentamente reprimidos pelo governo.

Caso o protesto aconteça, será a primeira manifestação desde a confirmação dos resultados da eleição presidencial de 12 de junho em que Mahmud Ahmadinejad foi reeleito.

Pelo menos 20 pessoas morreram e centenas ficaram feridas durante a repressão violenta das manifestações posteriores à eleição.

Leia mais sobre: Irã

    Leia tudo sobre: irãmanifestaçõesviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG