Irã planeja enviar satélite maior ao espaço

TEERÃ (Reuters) - O Irã planeja enviar um novo satélite para o espaço em um foguete com alcance de até 1.500 quilômetros, disse o presidente Mahmoud Ahmadinejad na terça-feira. Os comentários devem gerar novas preocupações no Ocidente. O Irã colocou em órbita um satélite de fabricação nacional pela primeira vez em fevereiro, num passo que preocupou as potências do Ocidente que temem que a República Islâmica esteja tentando desenvolver uma bomba nuclear e um sistema de mísseis.

Reuters |

Quarto maior produtor de petróleo do mundo, o Irã diz que seu programa nuclear visa gerar energia elétrica e que o lançamento do satélite Omid ocorrido em 3 de fevereiro teve fins pacíficos relacionados à telecomunicação e pesquisa.

A tecnologia balística de longo alcance usada para colocar satélites em órbita também pode ser usada para lançar ogivas, embora o Irã afirme que não planeja fazer isso.

"Um foguete com alcance de 700 a 1.500 quilômetros está programado para levar um satélite maior (que o Omid) ao espaço", disse Ahmadinejad em um discurso para estudantes, segundo a agência de notícias oficial IRNA.

Ahmadinejad não forneceu detalhes, mas a IRNA disse que ele se referia à programação e à produção de mísseis de longo alcance com vistas a levar satélites para o espaço.

A mídia oficial afirmou no mês passado que o satélite Omid cumpriu com sucessos seus objetivos no espaço, sete semanas depois de ter sido colocado em órbita.

O ministro das Telecomunicações, Mohammad Soleimani, afirmou que cientistas iranianos estão fabricando outros sete satélites.

Ahmadinejad voltou a descartar a possibilidade de interromper as atividades nucleares do Irã. Afirmando que o Irã tem em atividade 7 mil centrífugas para enriquecimento de urânio, o presidente do Irã disse: "O programa nuclear pacífico do Irã está avançando e ninguém pode deter a nação iraniana".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG