Teerã, 15 mar (EFE).- O procurador-geral do Irã, Said Mortazavi, pediu hoje a a Polícia de seu país que envie à Interpol uma solicitação de peisão contra 25 cidadãos israelenses que acusa de crimes de guerra em Gaza, informa a agência iraniana de notícias Fars.

Em fevereiro passado, o Irã já apresentou à Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol) uma lista semelhante, com o nome de 12 autoridades israelenses, entre os que destacavam o primeiro-ministro, Ehud Olmert, e os ministros da Defesa, Ehud Barak, e de Relações Exteriores, Tzipi Livni.

Na terça-feira, o Governo iraniano anunciou que ampliaria a lista com mais cerca de 100 israelenses que acusaria de crimes de lesa-humanidade durante a última operação militar em Gaza, omitindo, entretanto, os ataques prévios que o Hamas fez contra Israel, inclusive antes do fim do cessar-fogo, em dezembro.

Durante a ofensiva militar, de 22 dias, mais de 1.400 pessoas morreram. EFE jm/jp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.