Irã pede ao Iraque que vigie separatistas curdos na fronteira comum

Teerã, 11 mai (EFE).- O Irã pediu hoje ao Iraque para controlar com mais firmeza a fronteira comum entre os países, especialmente na zona norte, onde, nos últimos dias, houve um aumento da ação dos grupos separatistas curdos.

EFE |

Em entrevista, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã, Hassan Qashghavi, pediu ao Governo de Bagdá que "fiscalize a atividade dos grupos terroristas" que atuam no limite territorial compartilhado.

"O Irã respeita a soberania nacional do Iraque e espera que os responsáveis iranianos prestem atenção à fronteira com o Irã e vigiem as atividades dos grupos terroristas estabelecidos ali", ressaltou.

Nas últimas semanas, pelo menos sete agentes de segurança iranianos morreram em confrontos com ativistas do Partido para uma Vida Livre no Curdistão (PJAK), cisão do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

Em resposta, o Irã bombardeou um acampamento do PJAK no distrito de Banjawin, pertencente à província iraquiana de Sulaimaniya. EFE jm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG