ameaças a Teerã - Mundo - iG" /

Irã pede ao Conselho de Segurança para condenar Israel por ameaças a Teerã

Nações Unidas, 11 abr (EFE).- O Irã pediu hoje ao Conselho de Segurança da ONU que condene Israel pela recente advertência feita por um ministro desse país contra o Governo de Teerã e que exija o fim de ameaças com o uso da força contra um membro das Nações Unidas.

EFE |

Em carta ao principal órgão da ONU divulgada hoje, o embaixador iraniano, Mohammad Khazee, qualificou de "declaração maliciosa" a advertência a Teerã do ministro das Infra-estruturas Nacionais israelense, Binyamin Ben-Eliezer.

O ex-ministro da Defesa israelense afirmou no dia 7 de abril que uma agressão "provocará uma dura resposta por parte de Israel que causará a destruição da nação iraniana".

Khazee considerou a declaração "mais uma manifestação de natureza terrorista, agressiva e criminal do regime israelense e uma violação grosseira da legislação internacional".

"A passividade do Conselho de Segurança neste assunto encoraja o dito regime a seguir um caminho perigoso", assegurou o embaixador na carta datada de 9 de abril.

Khazee indicou que o principal órgão das Nações Unidas deveria reagir "a estas declarações mal-intencionadas e exigir a esse regime que desista imediatamente de usar a ameaça de força contra um membro das Nações Unidas".

As declarações de Ben-Eliezer apareceram no jornal israelense "Haaretz" depois que o Irã anunciou a instalação de seis mil centrífugas para produzir combustível nuclear, que se teme poderiam servir para alimentar um programa de armas atômicas.

Embora Israel nunca tenha reconhecido publicamente que possui armas atômicas, os especialistas consideram que o país conta com um arsenal de cerca de 200 ogivas nucleares. EFE jju/fb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG