BRUXELAS (Reuters) - O programa nuclear iraniano não é o foco das propostas sobre segurança internacional apresentadas pela República Islâmica à União Européia, disse na quarta-feira o embaixador do país junto ao bloco. Apresentamos uma abordagem mais ampla, além da questão nuclear, afirmou o embaixador Aliasghar Khaji a jornalistas, acrescentando que a questão nuclear ficaria a cargo de especialistas.

Khaji apresentou as propostas na terça-feira ao chefe de política externa da UE, Javier Solana, que prometeu estudá-las e responder no momento adequado, segundo um porta-voz.

O diplomata iraniano disse que o pacote abrange possíveis novos mecanismos contra problemas globais --como o combate ao terrorismo, à pobreza e ao militarismo, e também contra a proliferação de armas nucleares.

O Ocidente suspeita que o Irã tenha interesse em desenvolver armas nucleares, algo que Teerã nega.

O Conselho de Segurança da ONU já impôs três pacotes de sanções ao Irã devido à sua recusa em suspender as atividades de enriquecimento de urânio. Na semana passada, as maiores potências mundiais decidiram atualizar e renovar uma oferta de benefícios ao Irã caso o país cumpra as exigências.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.