O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta sexta-feira que não descartar a opção militar diante do Irã, horas após a revelação da existência de um sítio nuclear secreto no país, mas destacou que segue privilegiando a diplomacia.

O mundo está mais unido do que nunca sobre o regime de Teerã, garantiu Obama, que havia denunciado a existência de uma nova unidade de enriquecimento de urânio no Irã, ao lado do presidente francês, Nicolas Sarkozy, e do premier britânico, Gordon Brown.

col/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.