Irã nega acordo com Casaquistão para compra de urânio

GENEBRA - O Irã desmentiu nesta quarta-feira que exista qualquer acordo com o Casaquistão para a compra de 1.350 toneladas de minério de urânio purificado (conhecido como yellow cake), segundo um comunicado da representação iraniana nas Nações Unidas.

iG São Paulo |

O comunicado se referia a um relatório secreto encomendado pela Agência Internacional de Energia Atômica, ao qual a "Associated Press" teve acesso e divulgou na terça-feira. O relatório afirma que o Irã estaria próximo de concluir um acordo para importar clandestinamente o produto. Para especialistas, a remessa de urânio seria vital para o programa nuclear iraniano, que a comunidade internacional suspeita ter objetivos militares. Segundo o Irã, os objetivos são só civis.

"A informação segundo a qual o Irã estaria perto de concluir um acordo com o Casaquistão para importar secretamente 1.350 toneladas de minério de urânio purificado é sem fundamento e totalmente errônea", diz o texto.

"Esse tipo de desinformação é parte da propaganda realizada em prol dos objetivos políticos das potências opressoras (os países ocidentais)" que atuam contra o Irã, afirma o documento.

Mais cedo, o Casaquistão também desmentiu as informações publicadas sobre um possível acordo. Em comunicado, o ministério casaque das Relações Exteriores qualificou as informações de "insinuações sem fundamento".

Com informações da AFP e AP

Leia mais sobre: Irã

    Leia tudo sobre: irãprograma nuclear

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG