Irã mantém sua ingerência no Iraque, diz Pentágono

O Irã continua exercendo uma influência nefasta no Iraque, apoiando grupos armados e se intrometendo na política interna desse país, de acordo com o informe trimestral do Pentágono, divulgado nesta terça-feira.

AFP |

O documento, que trata da situação no Iraque de setembro até o final de novembro de 2008, destaca a melhora contínua da segurança, mas adverte para o aumento do número de assassinatos, além de condenar a falta de serviços no país.

"O Irã continua representando uma ameaça importante para a estabilidade, para a independência política e para a integridade territorial do Iraque em longo prazo", acrescenta o relatório.

"Continuamos constatando provas de apoio iraniano aos terroristas" no Iraque, assim como no Afeganistão, disse hoje o porta-voz do Pentágono, Geoff Morrell.

O Irã também tenta exercer sua influência na política interna do Iraque, pouco antes das eleições provinciais previstas para 31 de janeiro, as primeiras no país desde 2005, aponta o texto.

De acordo com a ONG International Iraq Body Count (IBC), cuja sede fica na Grã-Bretanha, o número de civis assassinados no Iraque caiu para 25, em 2008, contra os 76 mortos registrados em 2006.

"Apesar dessas evoluções positivas, porém, os avanços na frente de segurança do Iraque continuam sendo frágeis e reversíveis", insiste o Pentágono.

dab/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG