Outras dez pessoas comparecerão neste domingo a portas fechadas perante o tribunal revolucionário de Teerã por terem participado dos incidentes posteriores às eleições presidenciais de 12 de junho, indicou uma fonte judicial citada pela agência iraniana Isna.

"Na manhã de hoje (domingo), outros dez acusados estão sendo julgados a portas fechadas pelo tribunal revolucionário de Teerã", informou a fonte, que pediu o anonimato.

"A ata de acusação de cada um foi lida (...). Entre as pessoas detidas durante os distúrbios na rua, não figura nenhuma personalidade política conhecida", afirmou.

No sábado, o tribunal revolucionário de Teerã começou a julgar uma centena de pessoas, entre elas várias personalidades do campo reformista, presas por terem participado do movimento de protesto contra a contestada reeleição do presidente Mahmud Ahmadinejad.

aet-sgh/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.