atacado em visita ao norte do país - Mundo - iG" /

Irã: Líder da oposição é atacado em visita ao norte do país

Um dos líderes reformistas do Irã, Mehdi Karroubi, foi atacado durante uma visita à cidade de Qazvin, no norte do país, de acordo com informações de seu website. O carro de Karroubi teria sido cercado e atacado a tiros enquanto o oposicionista tentava sair da cidade.

BBC Brasil |

Ele não foi ferido pelos tiros.

A página do reformista na internet, Sahamnews.org, informou que Karroubi participava de uma cerimônia fúnebre para outros oposicionistas mortos durante protestos.

O incidente ocorreu logo depois de ele ter saído de uma casa que tinha sido cercada pelo que o website chamou de um "grupo bem organizado de pessoas que atiravam pedras".

Desde a reeleição do presidente Mahmoud Ahmadinejad, em junho de 2009, que os oposicionistas afirmam ter sido fraudada, o país tem sido palco de protestos.

No dia 27 de dezembro foram convocadas mais manifestações pela oposição para coincidir com o fim das comemorações do Ashura, uma festividade muçulmana xiita. Estes últimos protestos estão sendo considerados os mais violentos desde junho, com pelo menos oito mortos.

Manifestação
Segundo a agência de notícias iraniana Fars, aparentemente relatando sobre o mesmo incidente, Karroubi foi obrigado a deixar Qazvin na quinta-feira, depois que um grupo organizou um protesto do lado de fora do lugar onde ele estava ficando.

A agência afirma que os manifestantes gritavam "maldito Karroubi" e exigiram que ele saísse da cidade.

Mas, segundo o site Sahamnews.org, o oposicionista teria sido cercado por militantes.

"Cerca de 500 basiji (militantes) e moradores de vilarejos próximos cercaram o local onde ele estava e atacaram o prédio com pedras, quebrando as janelas", informou o site.

Depois de várias horas, Karroubi conseguiu sair com a ajuda da polícia, mas o carro dele foi atacado a tiros enquanto se afastava. De acordo com o site, o carro era blindado e apenas as janelas foram danificadas.

Karroubi era um dos candidatos de oposição na eleição geral de junho. Junto com o principal candidato de oposição, Mir Hossein Mousavi, ele organizou uma série de protestos nos meses depois da votação.

As manifestações foram os maiores desafios ao governo iraniano desde a revolução islâmica de 1979.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG