Irã já produziu mais de 35 quilos de urânio enriquecido

Balanço foi divulgado neste sábado pelo organismo iraniano para a energia atômica

EFE |

Desde que começou com o controvertido processo em fevereiro passado, o Irã produziu mais de 35 quilos de urânio enriquecido a 20%, anunciou neste sábado o diretor do organismo iraniano encarregado do setor de energia etômica, Ali Akbar Salehi. Em declarações da agência de notícias Isna, o responsável iraniano revelou que o país assinou acordo com a Rússia para compra de diversos produtos radiofamacêuticos.

"Até o momento, produzimos mais de 35 quilos de urânio enriquecido a 20%, uma média de três quilos por mês. Temos condições de produzir cinco quilos por mês, mas agora não precisamos", afirmou. "Se o reator de pesquisa de Teerã não parar, seremos capazes de produzir totalmente os produtos radiofarmacêuticos que necessitamos para os tratamentos de doentes de câncer", acrescentou.

Salehi assinalou que o regime iraniano chegou "a um bom acordo com a Rússia neste assunto. Esperamos que os produtos radiofarmacêuticos possam ser importados ao Irã nos próximos meses". Além disso, assinalou que o regime planeja lançar um novo reator de água pesada de Arak - cidade localizada no centro do país - "dentro de dois ou três anos".

Com Estados Unidos e Israel à frente, a comunidade internacional acusa o Irã de esconder, sob seu programa nuclear civil, outro de caráter clandestino e aspirações militares cujo objetivo seria adquirir arsenal atômico, alegação que o regime iraniano nega.

    Leia tudo sobre: irãurânioenergia nuclear

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG