Irã fotografa navio e planeja jogos de guerra

País anuncia nova rodada de treinamento militar e diz ter identificado porta-aviões americano no Mar de Omã

Reuters |

O Irã anunciou nesta terça-feira que sua Marinha realizará novos exercícios de guerra, afirmando que um de seus aviões militares fotografou um porta-aviões americano, um dia depois de Washington dizer que Teerã estava desafiando seu poder naval no Oriente Médio.

O avião iraniano sobrevoou o porta-aviões americano no Mar de Omã e tirou fotos dele, disse o comandante da Marinha iraniana, Habibollah Sayari, que não disse quando o incidente ocorreu, mas sugeriu que a tripulação do navio dos EUA teria sido contra a ação.

O Irã também anunciou que iniciaria oito dias de exercícios de guerra no Golfo e no Mar de Omã nesta quarta-feira. As manobras navais ocorrem em um momento de crescente tensão entre o Irã e o Ocidente, que afirma que o programa nuclear de Teerã objetiva a produção de bombas. O Irã nega.

Sayari se pronunciou um dia depois de o secretário de Defesa dos EUA, Robert Gates, afirmar que o Irã estava desafiando o poder naval americano no Oriente Médio com uma série de armas de ataque e defesa.

Segundo a agência semioficial de notícias iraniana Fars, Sayari disse que o avião S-27 iraniano fotografou o navio dos EUA e era "dever e direito" da Marinha identificar embarcações estrangeiras na região.

Em 29 de abril uma fonte militar americana anunciou que no dia 21 do mesmo mês, um avião F27 iraniano que sobrevoava o espaço aéreo internacional se aproximou do "USS Eisenhower", que retornava de uma missão de rotina no Mar de Omã.

"Um avião F27 da Marinha sobrevoou o porta-aviões e o filmou. Apesar dos protestos do comandante do porta-aviões, respondemos que nossos aviões estavam em seu direito", declarou o almirante Sayari à agência Fars. "Os navios americanos viajam em águas internacionais e a Marinha iraniana, conforme sua missão, está no direito de identificar as embarcações que circulam na região", completou.

    Leia tudo sobre: IrãEstados Unidos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG