Ira fecha nova publicação pró-reformista

Teerã, 1 mar (EFE).- As autoridades iranianas suspenderam hoje a licença do semanário Iran Dojt, afim ao líder opositor Mehdi Karroubi, informou a agência de notícias local Fars.

EFE |

Não foram divulgados muitos detalhes da medida, apenas que o órgão encarregado de fiscalizar a imprensa ordenou o fechamento da publicação após várias advertências sobre seu conteúdo.

Desde os protestos contra a reeleição do presidente Mahmoud Ahmadinejad, em junho do ano passado, o regime iraniano censurou cerca de dez jornais, a maioria ligado à oposição.

Uma das publicações que teve sua circulação proibida foi o jornal pró-reformista "Hayat-e No", dirigido por Hadi Khamenei, irmão do líder supremo da Revolução, aiatolá Ali Khamenei.

Outros jornais nacionais, como os reformistas "Etemad", "Aftab-e Yazd" e "Asrar", também foram ameaçados pelo Ministério de Cultura e Orientação Islâmica. EFE jm/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG