Bruxelas, 14 jun (EFE).- A Polícia iraniana deteve e expulsou do país dois jornalistas da TV pública holandesa que gravavam uma reportagem em frente ao escritório de Mir Hussein Moussavi, o principal adversário do chefe de Estado Mahmoud Ahmadinejad nas eleições presidenciais de sexta-feira.

Além de terem sido detidos, o repórter Khan Eikelboom e o cinegrafista Dennis Hilgers, do canal "Nederland 2", foram obrigados a "imediatamente" abandonar o Irã , informa uma nota publicada no site da emissora.

Os policiais que efetuaram a prisão também apreenderam o material gravado pelos repórteres e se apoderaram das permissões que os dois profissionais tinham para trabalhar no país, acrescentou a "Nederland 2".

O caso dos jornalistas holandeses, que foram a Teerã cobrir as eleições presidenciais, se soma ao de dois repórteres belgas, detidos esta manhã em Teerã e libertados sob a condição de não filmarem mais as manifestações que acontecem na cidade. EFE ahg/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.