Irã expressa surpresa com decisão do Marrocos de romper relações

Teerã, 7 mar (EFE).- O ministro das Relações Exteriores iraniano, Manouchehr Mottaki, expressou hoje sua surpresa com a decisão do Marrocos de romper as relações com o Irã devido a declarações do ex-ministro do Interior Ali Akbar Nateq-Nouri sobre Barein.

EFE |

"Entendemos que se trata de uma decisão própria do Governo marroquino, mas é uma decisão surpreendente", disse Motakki a jornalistas.

Na sexta-feira, o Marrocos anunciou a ruptura de laços com Teerã depois que Nateq-Nouri, um dos clérigos iranianos mais influentes, assegurou que, no passado, Barein foi uma das províncias do Irã.

Um comunicado divulgado pela agência oficial de notícias marroquina "MAP" destacou que as declarações mostravam uma "inadmissível atitude em direção ao Marrocos e a ingerência do Irã nos assuntos religiosos de Barein".

O reino, situado no Golfo Pérsico, é governado por uma minoria sunita, mas a maior parte dos habitantes são xiitas duodecimanos, como a população do Irã.

Irã e Marrocos já romperam as relações diplomáticas na década de 1980, após a vitória da Revolução Islâmica iraniana e a decisão de Rabat de acolher o último xá da Pérsia, Mohamad Reza Pahlevi. EFE jm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG