Irã executa 13 rebeldes sunitas

Treze membros do grupo rebelde sunita Jundallah (Soldados de Alá) foram executados nesta terça-feira na penitenciária de Zahedan, na província de Sistão Baluchistão, sudeste do Irã.

AFP |

"Treze membros do grupo terrorista dirigido por (Abdolmalek) Rigui foram enforcados esta manhã", declarou o secretário de Justiça da província, Ebrahim Hamidi, à agência oficial Irna.

Ele também informou que a execução de Abdolhamid Righi (irmão do líder do Jundallah) foi adiada para os próximos dias.

Teerã acusa a organização sunita de ter executado nos últimos anos vários atentados e ações armadas, incluindo o ataque suicida de 28 de maio que matou 25 pessoas em uma mesquita xiita de Zahedan.

A população iraniana, quase 70 milhões de habitantes, está composta por 90% de xiitas, mas a província de Sistão Baluchistão, na fronteira com Paquistão e Afeganistão, tem uma forte minoria sunita.

Esta província é considerada a menos segura de todo o país pela presença tanto de rebeldes como de narcotraficantes.

sgh/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG