Irã examina proposta de Moussavi para recontar votos

A comissão especial iraniana responsável pela recontagem parcial dos votos da eleição presidencial de 12 de junho examina uma proposta do candidato derrotado, o conservador moderado Mir Hossein Moussavi, para encontrar uma solução para a crise.

AFP |

"No fim da noite de ontem (domingo), uma personalidade política apresentou ao Conselho de Guardiães da Constituição uma proposta de Mir Hossein Moussavi e esta proposta foi considerada positiva pelo Conselho", declarou Abbas Ali Kadjodaie, porta-voz do Conselho.

Kadjodaie informou que a comissão especial terá uma reunião com representantesde Moussavi nesta segunda-feira para examinar a proposta.

Kadjodaie se negou a revelar os detalhes da proposta de Moussavi, mas completou que o Conselho de Guardiães da Constituição, responsável por validar os resultados eleitorais, está disposto realizar uma recontagem das cédulas de acordo com o método de Moussavi.

No entanto, descartou uma recontagem total dos votos da eleição de 12 junho.

A justiça do Irã iniciou nesta segunda-feira a recontagem parcial dos votos da polêmica eleição presidencial de 12 de junho.

O presidente ultraconservador Mahmud Ahmadinejad foi declarado vencedor na eleição com 63% dos votos. Os adversários acusaram uma grande fraude e exigiram a anulação do pleito, além da convocação de uma nova eleição.

A repressão das manifestações que pediam a anulação das eleições deixaram pelo menos 17 mortos, além de centenas de feridos e detidos.

sgh/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG