Irã está disposto a ajudar o exército libanês, diz Hassan Nasrallah

O Irã está pronto para fornecer ajuda militar, e inclusive sistemas de defesa antiaérea, ao exército libanês, contribuindo com a resistência armada contra Israel, declarou nesta sexta-feira o líder do Hezbollah. Hassan Nasrallah.

AFP |

"A República islâmica do Irã, em particular (seu guia supremo) o aiatolá Khamenei, não colocará empecilhos no que se refere a ajudar o Líbano a ser um Estado forte e digno, e isto sem condições", disse em discurso na televisão por ocasião do novo aniversário da retirada das tropas israelenses do sul do Líbano.

"Até agora, o Líbano não pediu armas e o Irã não vai oferecê-las", continuou, diante de milhares de pessoas reunidas em Baalbek, uma praça-forte do Hezbollah no leste do país.

"Mas o Irã ajudará sempre um governo libanês que pedir ajuda militar", acrescentou.

"Os sistemas de defesa antiaérea são necessários ao exército para enfrentar Israel", declarou. "Quem pode obtê-los para o Líbano? Vote, na oposição e eu mostrarei o caminho", continuou.

O líder do movimento xiita considerou digna de riso a ajuda dada pelos Estados Unidos ao exército libanês, que se aproxima dos 500 milhões de dólares desde 2005, mas não inclui sistemas de defesa antiaérea.

Em 2006, a guerra entre o Hezbollah e Israel deixou mais de 1.200 mortos libaneses, a maioria dos civis mortos nos bombardeios da aviação israelense, e mais de 160 mortos israelenses, a maioria soldados.

Ele também pediu a seus partidários que levem ao poder a minoria liderada por seu movimento e apoiada pela Síria e o Irã nas eleições legislativas de 7 de junho, acrescentando que em caso de vitória, sua coalizão fará com que o exército seja suficientemente equipado para enfrentar eventuais ataques israelenses.

ny/ev/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG