TEERÃ (Reuters) - O Irã informou neste sábado que enviou um navio de guerra para o Golfo de Aden para proteger barcos iranianos contra o seqüestro por parte de piratas, informou a rádio estatal local. Piratas têm causado grandes problemas este ano em uma das rotas de navios mais movimentadas, seqüestrando várias embarcações, incluindo um super petroleiro da Arábia Saudita carregado com 100 milhões de dólares em petróleo.

Um barco iraniano foi perseguido próximo a Iêmen, em 18 de novembro. Outro navio, o Deyanat, foi seqüestrado em agosto e liberado em outubro.

"Um navio de guerra iraniano entrou no Golfo de Aden para proteger os barcos comerciais iranianos contra os piratas que atuam lá", teria dito um oficial da Marinha iraniana no rádio.

Mais de 12 navios de guerra estrangeiros estão na área tentando proteger a navegação, mas analistas disseram que a área em que os piratas atuam é enorme.

O Irã, um grande exportador de petróleo, disse repetidas vezes que poderia usar a força contra o seqüestro dos piratas se achasse necessário. Os ataques de piratas da Somália aumentaram este ano em meio ao crescimento de uma insurgência islâmica no país que enfraqueceu o governo.

(Reportagem de Hasher Kalantari)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.