Irã enforca homem acusado de estupro

Ao menos 82 pessoas já foram executadas no país em 2010

AFP |

Um iraniano, condenado à morte por estupro, foi enforcado na cidade de Zahedan, sudeste do Irã, informou o jornal governamental, que não precisou a data da execução.

O condenado, identificado apenas por seu primeiro nome, Jamshid, foi declarado culpado por estuprar uma moça em abril.

Este enforcamento, junto com o de Abdolmalek Righi, chefe do movimento rebelde sunita Jundalá, anunciado neste domingo pela agência Irna, eleva a 82 o número de pessoas executadas no Irã no correr do ano, segundo contagem da AFP baseada em informações da imprensa local. Em 2009, 270 pessoas foram executadas no Irã.

O assassinato, o estupro, o roubo a mão armada, o tráfico de drogas e o adultério podem ser castigados com a pena de morte no país.

    Leia tudo sobre: Irãpena de morte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG