Irã diz que reunião de negociadores de programa nuclear será teste a Obama

Teerã, 25 jan (EFE).- O presidente do Parlamento iraniano, Ali Larijani, afirmou hoje que a próxima reunião do grupo formado por Estados Unidos, Reino Unido, França, Rússia, China e Alemanha sobre o programa nuclear do Irã será um teste sobre a vontade de mudança expressada pelo presidente americano, Barack Obama.

EFE |

Apesar disso, Larijani se mostrou cético, ao lembrar que o apoio que os EUA deram a Israel durante a ofensiva militar em Gaza "semeia dúvidas" sobre a declaração de intenções da nova Administração americana.

A forma como EUA e os países do chamado grupo 5+1 abordarão a polêmica nuclear "servirá também de teste ao significado da palavra mudança", destacou Larijani, que, durante anos, foi o negociador iraniano sobre o programa atômico.

EUA, Reino Unido, França, Rússia, China e Alemanha devem se reunir na segunda-feira em Londres para tratar do conflito com o Irã.

Os Estados Unidos, Israel e a União Europeia acusam o regime de Teerã de esconder um programa nuclear paralelo, cujo objetivo seria obter um arsenal atômico.

O Irã nega as acusações e assegura que seu único objetivo é desenvolver programas energéticos de uso civil. EFE jm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG