Irã diz que relatório da AIEA isenta seu programa nuclear

Teerã, 30 ago (EFE).- O Irã declarou hoje que o último relatório da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) demonstra que as acusações do Ocidente contra seu controverso programa nuclear têm somente motivação política.

EFE |

Em entrevista à televisão iraniana em árabe "Alalam", o presidente da agência iraniana da AIEA, Ali Akbar Saheli, reitera que o conteúdo do documento divulgado em Viena significa "uma grande conquista para o Irã".

"Pela primeira vez, o relatório da AIEA demonstra de forma implícita que os Estados Unidos não têm prova alguma de suas denúncias sobre o programa nuclear iraniano... (O relatório) Tem muitos aspectos positivos, incluindo o fato de que o Irã não se desvia de seus propósitos pacíficos", afirmou.

A comunidade internacional, com Estados Unidos, Israel e vários dos principais países da União Europeia (UE) à frente, acusam o Irã de esconder, sob seu programa nuclear civil, outro de caráter militar cujo objetivo final seria adquirir armas atômicas.

O regime iraniano nega as alegações e insiste em que sua meta é desenvolver energia para uso pacífico.

A AIEA divulgou na sexta-feira um relatório no qual assegurou que o Irã tinha freado o enriquecimento de urânio pela primeira vez em anos, mas reiterava que ainda não esclareceu algumas questões sobre os propósitos de seu esforço nuclear.

O órgão confirmou ainda que o regime dos aiatolás colaborou com os inspetores e abriu algumas das instalações nos últimos meses.

Salehi reiterou hoje que o Irã está disposto a prosseguir com a cooperação, mas insistiu em que a AIEA, em cumprimento das regulações internacionais, é o único organismo autorizado para fazer inspeções no país. EFE jm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG