Irã diz que deteve 5 estrangeiros no aniversário da revolução

TEERÃ - Cinco estrangeiros foram detidos no dia 10, quinta-feira passada, durante os eventos que lembraram os 31 anos da Revolução Iraniana, anunciou nesta quarta-feira o procurador-geral de Teerã, Abbas Jaafari Dolatabadi. Três dos detentos já foram soltos, disse Dolatabadi.

EFE |

Em declarações à agência de notícias "Ilna", o procurador explicou que um francês, um russo e um japonês foram detidos e postos em liberdade após ser comprovado que os crimes não eram importantes.

No entanto, um afegão e um russo ainda permanecem detidos e serão investigados. O afegão é acusado de participar das manifestações da oposição, enquanto o russo teria entrado de forma ilegal no país.

O Irã está imerso em uma crise política e social desde que, em junho passado, começaram os protestos da oposição pela reeleição do ultraconservador Mahmoud Ahmadinejad, que os reformistas consideram fruto de uma "fraude maciça".

Leia mais sobre  Irã

    Leia tudo sobre: irã

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG