TEERÃ (Reuters) - O Irã prendeu quatro iranianos acusados de envolvimento em um golpe financiado pelos Estados Unidos, cujo objetivo seria derrubar o governo islâmico, informou o Judiciário na terça-feira. O anúncio veio uma semana antes da posse de Barack Obama como novo presidente norte-americano. Representando uma mudança de abordagem em relação a George W. Bush, ele prometeu aumentar os esforços diplomáticos para se aproximar do Irã e conversar diretamente com os seus líderes.

Os dois países, que não têm relações diplomáticas há três décadas, travam um longo impasse devido aos trabalhos nucleares iranianos, que, segundo Washington, servem para produzir bombas. Teerã nega a acusação.

Autoridades iranianas costumam acusar seus inimigos ocidentais de tentar derrubar o Estado islâmico através de uma "revolução leve" ou "aveludada", com a ajuda de intelectuais e de pessoas que moram no próprio país.

Alireza Jamshidi, porta-voz do Judiciário, disse que os acusados foram presos em Teerã e os veredictos serão anunciados em breve.

"A notícia, cujos detalhes serão anunciados amanhã ou no dia seguinte, está relacionada à rede "aveludada", cuja intenção é derrubar (o sistema islâmico) com financiamento do governo dos Estados Unidos", disse Jamshidi em uma entrevista coletiva.

"Um dos objetivos destas pessoas no Irã era montar uma rede para derrubar o governo islâmico, mas todos os membros do grupo foram presos", disse.

(Por Hossein Jaseb e Hashem Kalantari)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.