Irã diz estar aberto a diálogo nuclear com potências mundiais

Por Hossein Jaseb e Fredrik Dahl TEERÃ (Reuters) - O Irã disse nesta segunda-feira saudar um diálogo construtivo com seis potenciais mundiais, incluindo os Estados Unidos, no sinal mais claro já dado de que aceitará um convite para conversas sobre seu controverso programa nuclear.

Reuters |

A televisão estatal infirmou que o negociador-chefe do Irã, Saeed Jalili, fez tal comentário durante um telefonema com o chefe de política externa da União Europeia, Javier Solana.

EUA, Rússia, China, França, Alemanha e Grã Bretanha disseram na quarta-feira que pediriam a Solana que convidasse o Irã para um encontro em busca de "uma solução diplomática para esta questão difícil", se referindo ao longo impasse nuclear.

A decisão marca uma grande mudança na política norte-americana sob o presidente Barack Obama, cujo antecessor, George W. Bush, evitou conversas diretas com Teerã, que continuou com atividade nuclear que o Ocidente teme ter objetivos militares.

Na conversa, Solana pediu a continuidade das conversas entre os dois lados destinadas a uma nova era de cooperação, segundo a TV iraniana.

Jalili "saudou o diálogo entre o Irã e os seis países sob uma cooperação construtiva... e enfatizou a necessidade de uma compreensão correta das realidades e desenvolvimentos internacionais", segundo a TV.

Ele disse também que o Irã divulgará um comunicado oficial em resposta aos seis países.

Uma autoridade norte-americana, sob condição de anonimato, disse que nenhuma data foi acertada para um encontro entre as potências e o Irã, mas poderia ser em "breve", possivelmente em quatro a seis semanas.

(Reportagem de Hossein Jaseb e Hashen Kalantari)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG