Irã disposto a examinar propostas ocidentais na questão nuclear

TEERÃ - O Irã está disposto a examinar as propostas das grandes potências sobre a troca de urânio para solucionar a crise criada por suspeitas ocidentais de que Teerã desenvolve um programa nuclear com fins militares, declarou o chanceler iraniano Manuchehr Mottaki em declarações à agência oficial IRNA.

AFP |

Esta declaração do chefe da diplomacia iraniana acontece depois da recusa por parte dos Estados Unidos e dos europeus quanto a uma proposta de entregar 400 kg de urânia levemente enriquecido (a 3,5%) em troca de uma quantidade correspondente de urânio enriquecido a 20%, que Teerã diz precisar para seu reator de pesquisas nucleares.

Em outubro, o grupo dos "5+1" (Estados Unidos, Rússia, China, Grã-Bretanha, França e Alemanha), que negocia com o Irã, pediu a Teerã a entrega de uma única vez de 1.200 kg de urânio levemente enriquecido, que representa cerca de 70% do total iraniano, para ser enriquecido a 20% na Rússia e transformado em combustível na França.

O Irã recusou a oferta apresentada pelos 5+1 como uma medida destinada a "estabelecer a confiança" da comunidade internacional em relação à República Islâmica, suspeita, apesar de suas reiteradas negativas, de querer enriquecer urânio com fins militares.

Leia mais sobre Irã

    Leia tudo sobre: irã

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG