Irã deve fazer mais para alcançar padrão internacional de DH (ONU)

O Irã deu passos positivos para enfrentar as leis discriminatórias que afetam as mulheres e as minorias étnicas e religiosas, mas deve fazer mais para alcançar os padrões internacionais em Direitos Humanos, segundo um relatório da ONU divulgado nesta terça-feira.

AFP |

O informe do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, ressalta "muitas áreas de preocupação com os Direitos Humanos na República Islâmica do Irã", mas também "alguns passos positivos" das autoridades "para enfrentar leis discriminatórias e restringir aspectos da pena de morte".

Ban Ki-moon pediu ao Irã que "enfrente as preocupações indicadas no informe e continue revisando as leis nacionais, em especial as novas leis do Código Penal e da justiça juvenil, para assegurar que se alcance o padrão internacional de Direitos Humanos e prevenir práticas discriminatórias contra mulheres, minorias étnicas, religiosas e outros grupos minoritários".

Também saudou os passos dados recentemente pela República Islâmica para "fortalecer a cooperação sobre reformas em Direitos Humanos e justiça com as Nações Unidas".

ga/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG