Irã considera paz impossível com tropas estrangeiras s estrangeiras no Oriente Médio

Teerã, 14 out (EFE).- O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, afirmou que o Oriente Médio só alcançará a paz e a segurança depois que epois que as tropas estrangeiras tiverem saído da região, informou hoje o jornal Iran.

EFE |

Segundo o jornal iraniano, o Ahmadinejad fez estas declarações na segunda-feira à noite, dentro da reunião que manteve com o ex-secretário-geral das Nações Unidas Kofi Annan, e com os ex-primeiros-ministros italiano Romano Prodi e norueguês Kjell Magne Bondevik.

"Enquanto as forças estrangeiras não tiverem saído do Oriente Médio, não serão estabelecidas a segurança e a paz nesta região", ressaltou Ahmadinejad.

Além disso, considerou que os problemas sofridos pela região não foram originados em seu interior, "mas são injetados de fora".

O presidente do Irã, por outro lado, opinou que qualquer acordo que prolongue a presença estrangeira no Iraque dificultará uma saída no atual contexto.

Em seu discurso, Ahmadinejad também falou dos territórios palestinos, onde, na sua opinião, o conflito não será solucionado "enquanto não se tiver resolvido o problema dos 5 milhões de refugiados cujo território está ocupado".

"Temos que permitir que os palestinos decidam sobre seu futuro", acrescentou, e destacou que "o regime sionista (em referência a Israel) esta cometendo crimes na Palestina há 60 anos".

Annan, Prodi e Bondevik, entre outras personalidades, estão em Teerã para participar de uma conferência internacional intitulada "Religião no Mundo Moderno". EFE msh/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG