Irã confirma segunda morte causada pela gripe

Teerã, 2 set (EFE).- O Irã informou hoje que um homem de 96 anos é a segunda vítima da Gripe A no país, que teve o primeiro caso confirmado em 22 de junho, quando um adolescente que retornava dos Estados Unidos foi diagnosticado com a doença no aeroporto de Teerã.

EFE |

Segundo o vice-ministro de Saúde interino Hassam Emami-Razavi, o idoso "tinha sido hospitalizado por causa de uma pneumonia severa e, após ser diagnosticado com o H1N1, passou a receber tratamento contra o vírus, mas a medicação não conseguiu reverter o quadro".

Os registros de novos contaminados crescem em todo o país, o número mais recente indica 328 infectados.

A primeira morte por Gripe A no Irã ocorreu em 26 de agosto, uma mulher de 36 anos que tinha uma doença respiratória crônica não resistiu ao vírus.

Depois de identificar semanas atrás que o maior foco infeccioso era os peregrinos que retornavam de visitas aos lugares santos na Arábia Saudita, as autoridades iranianas proibiram as viagens aos santuários de Meca e Medina durante o atual mês do Ramadã.

No foco da restrição, que entrou em vigor na semana passada, estão mulheres grávidas, idosos e crianças.

As autoridades sanitárias iranianas acreditam que cerca de 10 milhões de iranianos - uma sétima parte da população - pode contrair a doença nos próximos 24 meses, por isso teve início o plano de prevenção. EFE jm/dm/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG