Irã: até 30 mortos em distúrbios após eleição (deputados)

Até 30 pessoas morreram nos distúrbios ocorridos após as polêmicas eleições de 12 de junho no Irã, vencidas oficialmente pelo presidente atual Mahmud Ahmadinejad, afirmou nesta terça-feira um deputado citado pela agência ILNA.

AFP |

"No máximo, 30 pessoas morreram nos distúrbios sangrentos depois das eleições", afirmou Farhad Tajari, membro da Comissão de Justiça do Parlamento, segundo a agência.

Até agora, as autoridades iranianas haviam reconhecido a morte de 20 pessoas nos distúrbios provocados pela controversa reeleição de Ahmadinejad.

hif/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG