Irã ainda vê ambigüidades na política dos EUA, diz Larijani

Teerã, 2 fev (EFE)-. O presidente do Parlamento iraniano, Ali Larijani, disse hoje que seu país descarta por enquanto negociações com os Estados Unidos, porque ainda não percebeu qualquer mudança na política da Casa Branca.

EFE |

"Existem ambigüidades. O novo presidente americano diz em seus discursos que deve percorrer um novo caminho com o mundo islâmico e, no entanto, escutamos declarações de natureza contrária que são atribuídas a ele pela imprensa", ressaltou Larijani durante uma entrevista coletiva concedida hoje em Teerã.

O presidente do Parlamento iraniano disse que o diálogo entre Estados Unidos e Irã "não precisa de cenários secundários", e afirmou que o fato de os contatos serem públicos ou secretos "depende da natureza dos assuntos a discutir".

Nos últimos dias, foi especulada a possibilidade de Larijani se reunir com o vice-presidente americano, Joe Biden, durante a Conferência de Segurança que será realizada em Berlim entre 6 e 8 de fevereiro.

Mas no domingo, o ministro de Assuntos Exteriores iraniano, Manouchehr Mottaki, descartou totalmente esta possibilidade.

"Esta conferência servirá para tratar três questões, e uma delas é o desarmamento nuclear, que seria um tema de conciliação se fosse colocado corretamente", assinalou Larijani.

O responsável iraniano descartou que a proposta dos Estados Unidos de conversar com o Irã influirá no resultado das próximas eleições presidenciais do Irã, previstas para 12 de junho.

Estados Unidos e Irã romperam seus laços diplomáticos em abril de 1980, após o ataque à Embaixada americana em Teerã e o triunfo da revolução que derrubou o último Xá de Pérsia, o pró-ocidental Mohammad Reza Pahlevi. EFE msh/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG