Irã ainda estuda estar em conferência sobre Afeganistão

Teerã, 26 jan (EFE).- O porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores do Irã, Ramin Mehmanparast, reiterou hoje que o país ainda estuda a possibilidade de ir à conferência internacional sobre o futuro do Afeganistão, prevista para esta semana em Londres.

EFE |

"Não houve mudança em nossa postura, como já dissemos, se acharmos que esta conferência pode resolver os problemas, a veremos como positiva", disse Mehmanparast, que várias vezes acusou o Governo britânico de convocar a reunião apenas para tentar resolver seus próprios problemas.

Dentro do tema, o funcionário iraniano acusou o Reino Unido de ser responsável pelo agravamento dos problemas do povo afegão, já que, para ele, a presença das forças britânicas favoreceu o narcotráfico e não erradicou o terrorismo.

"Desde o princípio, rejeitamos a solução militar para o conflito do Afeganistão. O fracasso (desta opção) pode ser constatado agora", argumentou.

Mehmaparast também falou da possibilidade de que seu país reduza o nível das relações mantidas com o Reino Unido em alguns setores.

"A decisão sobre as relações diplomáticas com outros países é uma questão importante se tomada com base nos interesses nacionais", lembrou. EFE msh/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG