Irã adia teste de mísseis de longo alcance no Golfo

Comandante desmente que testes teriam ocorrido hoje, anunciando que serão feitos em alguns dias; país realiza manobras há 1 semana

iG São Paulo |

O comandante graduado da Força Naval do Irã negou informações da mídia de que a República Islâmica testou mísseis de longo alcance durante um exercício militar naval neste sábado, dizendo que os mísseis serão lançados em alguns dias. Mahmoud Mousavi disse à Press TV que "o exercício de lançamento de mísseis será feito nos próximos dias".

AP
Barco iraniano testa míssil em manobra no Mar de Omã (30/12)
A agência de notícias semioficial Fars, a Press TV e a agência do estado IRNA tinham informado que o Irã havia testado os mísseis de longo alcance e outros no exercício deste sábado. "Todos os tipos de míssil superfície-mar, mar-mar e superfície-ar assim como mísseis portáteis serão testados nos próximos dias", disse Mousavi à Press TV.

O exercício militar naval de dez dias, que começou há uma semana, coincide com o aumento da tensão em relação aos planos nucleares do Irã e as potências ocidentais, depois que a União Europeia (UE) disse que consideva banir importações de petróleo do Irã.

Advertência: Irã ameaça fechar Estreito de Ormuz se sofrer novas sanções

Desconsideração: Irã rejeita advertências dos EUA sobre bloqueio do Estreito de Ormuz

Teerã disse que o exercício é destinado a mostrar a capacidade do Irã de enfrentar qualquer ataque de inimigos como Israel e os EUA. Washington e Tel Aviv não desconsideram uma ação militar se a diplomacia falhar para resolver a disputa nuclear com o Irã.

EUA e seus aliados disseram que o Irã quer construir bombas nucleares em seu programa de enriquecimento de urânio, mas Teerã nega.

Negociações

Neste sábado, um porta-voz da UE disse que o bloco europeu está aberto a conversar com Teerã se não existirem pré-condições do lado iraniano. A declaração foi feito depois de a agência de notícias semioficial afirmar que o negociador nuclear iraniano Saeed Jalili escreverá ao chefe de relações internacionais da UE para expressar que Teerã está pronto para novas conversas com as principais potências ocidentais.

O porta-voz de política externa da UE, Michael Mann, disse em um e-mail à Reuters que a chefe Catherine Ashton escreveu a Jalili em outubro e ainda não teve uma resposta. "Continuamos a perseguir nossa abordagem de duas vias e estamos abertos para discussões significativas sobre medidas de confiança, sem condições prévias do lado iraniano", disse.

*Com Reuters

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG