Irã acusa AIEA de causar mal-entendidos com relatório

Teerã, 3 mar (EFE).- O chefe negociador nuclear iraniano, Ali Asghar Soltaniyeh, acusou hoje o diretor da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Yukiya Amano, de ter causado mal-entendidos na opinião pública sobre o programa atômico do Irã.

EFE |

Em declarações reproduzidas pela agência de notícias "Isna", o chefe do organismo iraniano da Energia Atômica denunciou que o relatório apresentado pelo diplomata japonês "é ambíguo quando entra em questões técnicas".

"Infelizmente, alguns meios de comunicação ocidentais polemizaram sobre algumas partes do relatório", afirmou, antes de acrescentar que "inclusive disseram que o Irã tenta enriquecer todo o urânio que tem".

"O diretor da AIEA deve evitar este tipo de erro e deve apresentar relatórios mais equilibrados", acrescentou.

Soltaniyeh disse ainda que seu país espera que o diretor da AIEA evite "este tipo de erro e prepare relatórios mais equilibrados".

Na segunda-feira, durante a abertura da reunião do Conselho de Governadores da AIEA, Amano ressaltou que não é possível garantir que o programa nuclear iraniano seja totalmente pacífico, porque Teerã "não cooperou o suficiente".

As grandes potências ocidentais, com os Estados Unidos à frente, acusam o Irã de esconder, por trás de seu programa civil, outro de natureza clandestina, cujo objetivo seria a aquisição de armamento nuclear, alegação que Teerã rejeita. EFE jm-msh/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG